Sub-categorias

Notícia

Pai ataca assassino da filha mais de 30 anos depois

Juan José Fernández quis vingar morte de criança de 4 anos e atacou homicida em rua de Espanha.
Por José Carlos Marques|16.04.18
Foi há quase 33 anos, mas a memória daquele dia nunca saiu da cabeça de Juan José Fernández. Porque um pai nunca esquece a morte de uma filha. Naquele dia 24 de maio de 1986, a pequena  Ana Isabel Fernández Sánchez, de apenas quatro anos, desapareceu da aldeia de Huétor Santillán, perto de Granada, em Espanha.

Após dias de buscas pela menor, o seu corpo foi encontrado no fundo de um poço. A investigação chegou rapidamente ao homicida. Enrique Sánchez, então com 22 anos, confessou o crime. Primo direito na mãe de Ana Isabel, tentou violar a menor, sem sucesso. Temendo que ela o denunciasse, afogou-a no poço onde viria a ser descoberto o corpo. Foi condenado a 40 anos de prisão, mas terá cumprido pouco mais de 20 e foi libertado.

Quase 33 anos depois, Juan Fernandéz cruzou-se com o assassino da filha numa rua de Granada. Na passada sexta-feira, 13 de abril, avançou contra ele com uma faca na mão e atacou-o, avança o jornal El País.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!