Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Pai mata filho com bastão e é abatido pela polícia

Criança foi espancada na cabeça com um bastão num treino de críquete.
13 de Fevereiro de 2014 às 08:41
Tyabb, Luke Batty, bastão, críquete, treino, morte
Tyabb, Luke Batty, bastão, críquete, treino, morte

Um menino de 11 anos foi espancado até à morte com um bastão de críquete pelo próprio pai, que foi depois abatido a tiro pela polícia na localidade de Tyabb, um subúrbio australiano.

Luke Batty foi espancado, alegadamente com um bastão de críquete na cabeça, logo após o treino com a sua equipa de juniores na noite de quarta-feira, a cerca de 100 quilómetros a sudeste de Melbourne. O menino sofreu ferimentos graves e morreu no local.

A polícia disse que encontrou o pai, Greg, de 54 anos, armado com uma faca. O indivíduo foi atingido a tiro no peito depois de a polícia o ter tentado dominar com gás pimenta. O homem foi transportado para o hospital, mas viria a morrer na madrugada de hoje.

"Confirmo que o homem morto pela polícia é o pai da criança que morreu e que nós não procuramos nenhum outro suspeito", disse o comandante da polícia Doug Fryer aos jornalistas.

A mãe da criança, Rosie Batty, natural da Grã-Bretanha, que estava apenas a metros do local onde ocorreu o ataque, disse à imprensa que o seu ex-marido tinha um histórico de doença mental, mas que, apesar das restrições ditadas pelo tribunal, estava autorizado a visitar o filho no treino de críquete.

Tyabb Luke Batty bastão críquete treino morte
Ver comentários