Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Pai sufoca filhos com pano embebido em petróleo

Homem foi condenado a 33 anos de prisão.
21 de Novembro de 2017 às 10:36
Pai sufoca filhos com pano embebido em petróleo
Pai sufoca filhos com pano embebido em petróleo
Pai sufoca filhos com pano embebido em petróleo
Homem incendeia o táxi numa tentativa de homicídio
Pai sufoca filhos com pano embebido em petróleo
Pai sufoca filhos com pano embebido em petróleo
Pai sufoca filhos com pano embebido em petróleo
Homem incendeia o táxi numa tentativa de homicídio
Pai sufoca filhos com pano embebido em petróleo
Pai sufoca filhos com pano embebido em petróleo
Pai sufoca filhos com pano embebido em petróleo
Homem incendeia o táxi numa tentativa de homicídio

Um homem, que sufocou até à morte os dois filhos com um pano embebido em petróleo, foi condenado a uma pena de prisão de 33 anos, em Birmingham, Inglaterra.

Endris Mohammed era taxista e vivia com a mulher, Penil Teklehaimanot, e com os dois filhos, Leanor, de seis anos, e Saros, de oito. O homem foi condenado a uma pena de prisão perpétua por assassinato das duas crianças e por tentativa de homicídio da mãe dos filhos, em outubro.

Mohammed tentou provocar uma explosão de gás na própria casa, enquanto a mulher estava a dormir no andar de cima. Teklehaimanot acordou com o som do alarme de fumo, mas pensou que estava tudo bem com os filhos, visto que tinham ficado a fazer uma 'festa do pijama' com o pai, no andar de baixo.

No entanto, a mulher enganou-se. Leanor e Saros foram assassinados pelo pai, que os sufocou com um pano embebido em petróleo, provocando a obstrução das vias aéreas. Mohammed tinha ido comprar o líquido a uma bomba de gasolina, doze horas antes de tentar matar a família, fazendo explodir a sua casa.

As crianças ficaram com queimaduras agressivas no rosto, e o pai, numa tentativa de suicídio, largou fogo ao táxi e ficou com a cabeça queimada.

O juiz do tribunal de Birmingham não acreditou que Mohammed tivesse tentado por termo à vida, mas concordou que o homem sofria de uma depressão. "Você sufocou os seus filhos com um pano embebido em petróleo, e disse aos psiquiatras que fez isso para evitar que eles sentissem a morte horrível que era serem queimados vivos", disse o juiz quando estava a ler a sentença.

Mohammed e a mulher conheceram-se em 2006, depois de chegarem a Inglaterra, vindos do leste de África, de onde saíram em busca de asilo. 

Leanor Birmingham Endris Mohammed Inglaterra juiz Saros Penil Teklehaimanot África questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)