Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Pais e filhos, recém-casados, alunos e professores: A história das vítimas do avião que caiu em Teerão

Tragédia roubou a vida a 83 iranianos, 63 canadianos, 11 iranianos, 10 suecos, quatro afegãos, três alemães e três britânicos.
Correio da Manhã 9 de Janeiro de 2020 às 09:36
 Evin Arsalani com o filho de um ano
Mehdi Eshaghian
Saeed Tahmasebi Khademasadi
Mehraban Badiei
Fereshteh Maleki
Arash Pourzarabi e Pouneh Gourji
Casal era estudante na Universidade de Alberta
Parisa Eghbalian com a família
Ardalan Ebnoddin Hamidi e Niloufar Razzaghi com o filho
Pedram Mousavi
Mojan Deneshmand
Bahareh Haj Esfandiari com a família
Masoumeh Ghavi
Evin Arsalani e Hiva Molani
Evin Arsalani com o filho de um ano
Arvin Morattab and Aida Farzaneh
Ghanimat Azhdari
Saeed Tahmasebi e Niloofar Ebrahimi
Família Lindberg
Pedram Mousavi e Mojan Deneshmand com as filhas
 Evin Arsalani com o filho de um ano
Mehdi Eshaghian
Saeed Tahmasebi Khademasadi
Mehraban Badiei
Fereshteh Maleki
Arash Pourzarabi e Pouneh Gourji
Casal era estudante na Universidade de Alberta
Parisa Eghbalian com a família
Ardalan Ebnoddin Hamidi e Niloufar Razzaghi com o filho
Pedram Mousavi
Mojan Deneshmand
Bahareh Haj Esfandiari com a família
Masoumeh Ghavi
Evin Arsalani e Hiva Molani
Evin Arsalani com o filho de um ano
Arvin Morattab and Aida Farzaneh
Ghanimat Azhdari
Saeed Tahmasebi e Niloofar Ebrahimi
Família Lindberg
Pedram Mousavi e Mojan Deneshmand com as filhas
 Evin Arsalani com o filho de um ano
Mehdi Eshaghian
Saeed Tahmasebi Khademasadi
Mehraban Badiei
Fereshteh Maleki
Arash Pourzarabi e Pouneh Gourji
Casal era estudante na Universidade de Alberta
Parisa Eghbalian com a família
Ardalan Ebnoddin Hamidi e Niloufar Razzaghi com o filho
Pedram Mousavi
Mojan Deneshmand
Bahareh Haj Esfandiari com a família
Masoumeh Ghavi
Evin Arsalani e Hiva Molani
Evin Arsalani com o filho de um ano
Arvin Morattab and Aida Farzaneh
Ghanimat Azhdari
Saeed Tahmasebi e Niloofar Ebrahimi
Família Lindberg
Pedram Mousavi e Mojan Deneshmand com as filhas

A queda de um avião ucraniano em Teerão, esta quarta-feira, provocou 176 mortos. Nenhum passageiro que seguia na aeronave sobreviveu.

Entre as vítimas estão 83 iranianos, 63 canadianos, 11 iranianos, 10 suecos, quatro afegãos, três alemães e três britânicos. De acordo com a CNN, sabe-se agora que algumas identidades já começaram a ser reveladas. 



Vários estudantes e professores perderam a vida

Mehdi Eshaghian é apenas um dos rostos que perdeu a vida neste acidente trágico. Era aluno na Universidade de Tecnologia Sharif, em Teerão. O jovem de 24 anos tinha-se mudado para o Canadá em setembro 2018 para fazer uma pós-graduação. Tinha vindo agora ao Irão visitar a família, mas já não conseguiu regressar ao país que o tinha acolhido há pouco mais de um ano.

À CNNAli Mazaheri, amigo de Mehdi, lembrou o quão o jovem "estava feliz no Canadá". "Estamos todos tristes. Ele iria fazer 25 anos na próxima semana", revela caracterizando o amigo como "gentil, humilde e atencioso".

Também três britânicos perderam a vida na queda do avião. Entre eles está outro estudande. Saeed Tahmasebi Khademasadi, de 35 anos, ingressava um doutoramento no Imperial College London, enquanto também trabalhava como engenheiro para a empresa Laing O'Rourke. Era casada há um mês com Niloofar Ebrahimi.

Num comunicado, o Imperial College referiu estarem todos "profundamente tristes com esta notícia trágica. Saeed Tahmasebi Khademasadi era um engenheiro fantástico com um futuro brilhante". "Ele foi um colega caloroso, humilde e generoso e amigo próximo de muitas pessoas da nossa comunidade", pode ler-se no documento onde são endereçadas "condolências sinceras à família, amigos e colegas de Saeed, bem como a todos os afetados por esta tragédia".

Sam Zokaei, engenheiro britânico que estava de férias no Irão, também morreu no acidente. 

De acordo com a CNN, um homem do Canadá também faz parte das vítimas. Ali Pay tinha 48 anos e era fundador e CEO da Message Hopper, uma empresa de tecnologia sediada em Kanata.

Também morreram três estudantes da Universidade de Ottawa, confirmou a universidade na quarta-feira. Falamos de Mehraban Badiei, Alma Oladi e Saeed Kashani.

Outro estudante que perdeu a vida nesta tragédia fazia parte da Carleton University. Fareed Arasteh estava a tirar um doutoramento em Biologia. O ex-aluno do mesmo curso, Mansour Pourjam, estava igualmente na aeronave.

Ghanimat Azhdari estudava no departamento de geografia e Milad Ghasemi estudava marketing, ambos na Universidade de Guelph. O parceiro de Azhdari, Hamed Alibeiki, também morreu. Assim como Mari Foroutan, de 37 anos, candidata a um doutoramento na Universidade de Waterloo, em Ontário.



Segundo a Global News, Masoumeh Ghavi, da Nova Escócia, estudava engenharia na Universidade Dalhousie. Ela e a irmã, Mandieh Ghavi, viajavam de volta ao Canadá. Tinham ido ao Irão visitar a família.

O Instituto de Tecnologia da Universidade de Ontário anunciou que Razgar Rahimi, um instrutor de engenharia da faculdade, estava entre as vítimas mortais do acidente.

Numa carta enviada aos pais, o diretor da Escola Secundária do Norte diz que a escola está a sofrer com a perda de Maya Zibaie. Como ela perderam a vida dois amigos de Montreal, Arvin Morattab e Aida Farzaneh.

Também Pedram Jadidi era um estudante de engenharia civil na Universidade de Windsor. Tinha ido visitar a família.

Hamidreza Setare e Samira Bashiri também eram estudantes. Estavam inscritos na Universidade de Windsor. 

O aluno da Universidade de Windsor, Zahra Naghibi, era candidato a um doutoramento no Laboratório de Turbulência e Energia da faculdade. 

Viajou sem o marido

Roja Azadian tinha ido para o Irão com o marido. Morreu sozinha no acidente depois de o companheiro não ter conseguido embarcar devido a uma confusão com os bilhetes.

Ia ao casamento da filha

Outra moradora de Ottawa, Fereshteh Maleki, pretendia ir assistir ao casamento da filha em Teerão. A queda da aeronave roubou-lhe esse sonho. 

Dois casais recém-casados

Segundo avança o Daily Mail, seguiam na aeronave que caiu dois casais recém-casados. Oriundos do Canadá, Arash Pourzarabi e Pouneh Gourji, de 26 e 25 anos, tinham ido ao Irão para se casarem. 

O casal era estudante de ciência da computação na Universidade de Alberta. Com eles perderam a vida também quatro convidados. 

O outro casal que perdeu a vida foi Siavash Ghafouri-Azar e Sara Mamani, de Montreal. Mamani era engenheiro da Bombardier e Ghafouri trabalhou como especialista de desempenho na Pratt e Whitney Canadá. 

Morreram junto dos filhos
Uma família de Edmonton, no Canadá, perdeu a vida neste acidente. Pedram Mousavi, de 47 anos, e esposa Mojan Deneshmand, de 43, que trabalham na Universidade de Alberta, morreram junto das duas filhas: Daria e Darina, com 14 e 10 anos. 



História semelhante aconteceu com Ardalan Ebnoddin Hamidi e Niloufar Razzaghi. Estavam de férias com o filho adolescente, Kamyar Ebnoddin Hamidi. Voltavam para Vancouver.

De Ontário perdeu também a vida a odontologista Parisa Eghbalian. A dentista estava acompanhada da filha de nove anos, Reera Esmaeilion.

Esta tragédia roubou também a vida à família Winnipeg. Bahareh Haj Esfandiari, de 41 anos, Mehdi Sadeghi, de 43, e Anisa Sadeghi, de 10, estão entre as vítimas.

Evin Arsalani, de 30 anos, tinham ido com o marido, Hiva Molani, de 38, e com a filha de um ano, Kurdia, a um casamento. Não chegaram ao destino devido à queda do avião.

Da Suécia, entre as vítimas, está a família Lindberg: Raheleh e Mikael, de 37 e 40 anos, morreram junto aos dois filhos, Erik, nove, e Emil, sete anos. Viviam em Estocolmo. 

Forough Khadem, que trabalhou em imunologia e com o CancerCare Manitoba, foi também confirmado como uma das vítimas. 

Morreram 15 crianças e um bebé

Quinze crianças, incluindo um bebé nascido em 2018, estão entre as vítimas da queda deste avião.

Morreram três pilotos e seis tripulantes

A Ukrainian International Airlines já identificou os três pilotos - Volodymyr Gaponenko, Oleksiy Naumkin e Serhii Khomenko - e os seis tripulantes que morreram neste acidente.


De acordo com a companhia aérea, da tripulação que seguia nesta viagem fazia parte Ihor Matkov, Kateryna Statnik, Mariia Mykytiuk, Valeriia Ovcharuk, Yuliia Solohub e Denys Lykhno.

Recorde que este trágico acidente tirou a vida a 176 pessoas. A queda o avião da companhia aérea ucraniana ocorreu horas depois do lançamento de mísseis iranianos contra duas bases da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, em Ain Assad e Erbil, no Iraque, numa operação de vingança pela morte do general iraniano Qassem Soleimani.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)