Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Países bálticos consideram Lukashenko 'persona non grata'

Presidente bielorrusso figura agora numa lista onde estão cerca de 30 pessoas.
Lusa 31 de Agosto de 2020 às 15:11
Gitanas Nauseda
Gitanas Nauseda FOTO: POOL New / Reuters
O Presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, foi considerado pelos países bálticos 'persona non grata', figurando numa lista em que estão cerca de 30 pessoas acusadas de fraude eleitoral e da repressão de protestos pacíficos da oposição.

O Presidente da Lituânia, Gitanas Nauseda, comunicou esta decisão, adotada em consenso com os países vizinhos e que poderá entrar em vigor ainda no dia de hoje.

"Estamos a enviar a mensagem de que devemos fazer mais do que apenas publicar declarações, devemos também tomar medidas concretas", disse a ministra dos Negócios Estrangeiros da Lituânia, Linas Linkevicius, à agência de notícias AFP.

Alexander Lukashenko política Bielorrússia Países Bálticos
Ver comentários