Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Papa dirige mensagem de Natal a vítimas da guerra

O Papa Bento XVI dirigiu este domingo uma mensagem de Natal a todos os que "vivem o drama da guerra", lembrando as populações do Médio Oriente e em vários países africanos, no discurso proferido durante a oração do Angelus, na Praça de São Pedro.
17 de Dezembro de 2006 às 13:08
Perante milhares de peregrinos reunidos na Praça de São Pedro, em Roma, Bento XVI evocou "um convite à alegria" e lembrou "os mais pobres em alegria".
"Penso nos nossos irmãos e irmãs que, particularmente no Médio Oriente, em várias regiões de África e noutras partes do mundo, vivem o drama da guerra: que alegria de viver podem ter? Como será o seu Natal?", questionou o Papa.
No seu discurso o Papa lembrou ainda os "numerosos doentes" e "pessoas sós, que sofrem fisicamente, mas também na alma", questionando a possibilidade de partilhar com estes a alegria sem, no entanto, desrespeitar o seu sofrimento.
Bento XVI centrou o seu discruso em "realidades dramáticas" salientando "a corrida enfreneziante pela afirmação de cada um e pelo sucesso, os falsos divertimentos, a utilização sem moderação de bens de consumo, os momentos de embriaguez, os paraísos artificiais da droga e qualquer forma de alienação".
Durante a oração do Angelus, o Papa também apelou para a ajuda aos iraquianos refugiados na Síria, "obrigados a deixar o seu país para fugir da violência quotidiana".
Depois da oração do Angelus, Bento XVI benzeu as figurinhas do menino Jesus erguidas por milhares de crianças que hoje tinham sido especialmente convidadas para a Praça de São Pedro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)