Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Papa recebido com críticas e apatia

Bento XVI inicia hoje uma visita de três dias à Áustria, onde o espera um clima tenso, em que predominam as críticas e a indiferença. O principal momento da deslocação do Papa à Áustria é uma homenagem às vítimas austríacas do Holocausto no santuário mariano de Mariazell.
7 de Setembro de 2007 às 00:00
O santuário mariano de Mariazell é o principal ponto da visita
O santuário mariano de Mariazell é o principal ponto da visita FOTO: Herwig Prammer/Reuters
Apesar de a Igreja austríaca necessitar de um novo impulso, após ter sido abalada por sucessivos escândalos – inclusivamente de natureza sexual – na última década, uma crescente indiferença impera entre os fiéis católicos naquele país, onde existe até um ambiente de alguma hostilidade face a Bento XVI.
Uma das razões para esta hostilidade prende-se com uma crescente frustração entre membros de outras confissões cristãs, que consideram que Bento XVI tem ignorado o ecumenismo e reforçado a tendência conservadora como a veneração da Virgem Maria.
A prova do desinteresse reinante é a publicação de recentes sondagens que demonstram as diminutas expectativas que os austríacos atribuem à visita Papal. Num estudo de opinião recentemente divulgado, 82 por cento dos inquiridos considera que a deslocação de Bento XVI à Áustria tem “pouca importância”.
É neste ambiente que o sucessor de Pedro inicia hoje a sua visita apostólica, que inclui deslocações à capital, Viena, ao mosteiro de Heiligenkreus e ao santuário mariano de Mariazell, ponto alto da viagem. Assinalando os 850 anos de Mariazell, um dos mais importantes santuários dedicados à Virgem Maria no Velho Continente, o Papa prestará tributo aos austríacos mortos pelos nazis durante o Holocausto.
Numa visita rodeada de um contingente policial constituído por mais de dois milhares de efectivos, não se espera que Bento XVI aborde qualquer assunto controverso. Um dos pontos que poderá abordar é o do respeito pela vida humana. Com efeito, numa entrevista à Rádio Vaticano o arcebispo de Viena, cardeal Christoph Schönborn, afirmou que a falta de respeito pela vida é uma “ferida profunda que existe em muitos países da Europa, mas sobretudo na Áustria”.
Saliente-se que num país onde o catolicismo tem fortes tradições a Igreja tem vindo a perder fiéis rapidamente. Só entre 1991 e o ano passado abandonaram a Igreja na-da menos do que meio milhão de pessoas. Enquanto a memória de João Paulo II continua ainda hoje a motivar os fiéis austríacos, são drasticamente menos os entusiastas de Bento XVI.
SAIBA MAIS
7
É o número de visitas (incluindo à Áustria) efectuadas por Bento XVI fora de Itália. Para o ano poderá visitar a Terra Santa, segundo afirmou o presidente israelita.
5663
É o número de católicos na Áustria – segundo as últimas estatísticas da Igreja austríaca disponíveis, as quais datam de 2005 – o que equivale a 68,5 por cento da população do país.
MARIAZELL
É uma pequena localidade austríaca, em Styria, situada 143 quilómetros a norte da cidade de Graz. Trata-se do o mais importante local de peregrinação na Áustria, onde é venerada a imagem da Virgem Maria, esculpida em madeira, à qual são atribuídos milagres.
ABANDONO
Na Áustria, sempre que um católico baptizado queira abandonar a sua religião é obrigado a solicitar, por escrito, ao governo autorização para o fazer, segundo determina uma legislação concebida por Adolf Hitler durante a II Guerra Mundial.
SANTO PADRE NA ÁUSTRIA
HOJE
1 – Bento XVI recebido no aeroporto de Viena
2 – Orações na Praça Am Hof
3 – Orações no memorial Juden Platz pelas vítimas austríacas do Holocausto
4 – Encontro com individualidades
AMANHÃ
5 – Missa no Santuário de Mariazell para assinalar o 850º aniversário da fundação de um dos maiores santuários católicos da Europa. Oração de vésperas na Basílica Mariazell
DOMINGO
6 – Missa na Catedral de St. Stephen
7 – Visita à Abadia Heiligenkreuz
8 – Encontro com organizações de voluntários no Wiener Konzerthaus
Cerimónia de despedida no aeroporto
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)