Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Papa reconhece injustiças coloniais

No discurso episcopal desta quarta-feira na Praça de São Pedro, no Vaticano, Bento XVI falou sobre a sua recente viagem ao Brasil, referindo que o Cristianismo abriu o seu caminho à América Latina através do “diálogo” das culturas, mas a “glorisosa” evangelização não pode “ocultar as injustiças cometidas à população aborígene".
23 de Maio de 2007 às 16:28
Apesar de ter admitido os abusos contra os direitos humanos classificando-os de “injustificáveis crimes”, o Papa recusou que a Igreja tenha imposto a sua mensagem de fé.
Recorde-se que o presidente venezuelano Hugo Chávez acusou o Sumo-Pontífice de “ignorar” o “holocausto” seguido por Cristóvão Colombo na América do Sul durante a colonização há quase setecentos anos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)