Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Paquistão: Bombardeamento faz 15 mortos

Um bombardeamento de mísseis por aviões norte-americanos não tripulados (drones), no Pasquistão, provocou este domingo a morte de 15 combatentes islamitas.
17 de Janeiro de 2010 às 12:24
Hakimullah Mehsud, chefe das forças islamistas paquistanesas aliadas da Al-Qaeda, pode ser um dos mortos
Hakimullah Mehsud, chefe das forças islamistas paquistanesas aliadas da Al-Qaeda, pode ser um dos mortos FOTO: d.r.

"Ao que tudo indica, os 'drones' perseguiam e visavam o chefe talibã paquistanês Hakimullah Mehsud, cuja presença é frequente na região", indicou um militar paquistanês.

O ataque foi lançado a cerca de 40 quilómetros a sudeste de Miransha, capital do Waziristão do Norte, uma região tribal paquistanesa de fronteira  com o Afeganistão, onde este tipo de operação tem aumentado nos últimos dias.

"O alvo foi um edifício que abriga militantes islamistas", declarou outro militar, que preferiu manter anonimato.   

Foi o décimo ataque de aviões não tripulados desde o início do ano contra  alvos no Paquistão, país que está no centro da estratégia dos Estados Unidos na luta contra a Al-Qaeda e os seus aliados islamistas.   

Este novo bombardeamento faz elevar para 41 o número de combatentes  islamistas mortos desde quinta-feira em ataques do género.  

Sexta-feira, dois ataques da aviação norte-americana manobrados à distância na mesma zona mataram pelo menos 11 rebeldes e outros 15 na quarta-feira. 

Responsáveis da segurança paquistanesa admitem que o líder terrorista paquistanês possa estar entre os mortos.  

Hakimullah Mehsud, 30 anos, comanda desde de 2009 as forças islamistas paquistanesas aliadas da Al-Qaeda, responsáveis por uma vaga de atentados  desde 2007 que já causou cerca de 30 mil mortos, na sua maioria civis.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)