Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Paquistão: Bombista suicida sobrevive e lamenta mortes

O bombista de 14 anos, que realizou um atentado no Paquistão, no início de Abril, sobreviveu. O seu companheiro matou mais de 50 pessoas. O adolescente, em declarações à cadeia televisiva inglesa BBC, lamentou a morte das vítimas.
20 de Abril de 2011 às 16:25

Umar Fidai preparava-se para realizar um atentado suicida contra uma mesquita de Sakhi Sarwar, em Dera Ghazi Khan, no Paquistão. Terá ocorrido um erro no dispositivo transportado pelo jovem, daí este ter sobrevivido.

Fidai foi encontrado sem um braço e com ferimentos no abdómen.

O jovem, de 14 anos, está agora preso e sob cuidados médicos. Em declarações à BBC, Fidai afirmou que, ao preparar este atentado, vivia “um momento de felicidade”.

“Achei que haveria alguma dor, mas que rapidamente estaria no paraíso.”, afirmou o bombista-suicida.

De acordo com a BBC, o companheiro de Umar Fidai, ainda mais novo que este, terá activado a bomba que trazia no cinto e causado a morte a mais de 50 pessoas.

Fidai afirmou lamentar a morte das pessoas envolvidas no incidente.

atentado bombista suicida Paquistão mesquita adolescente bomba
Ver comentários