Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Paquistão diz que caças indianos entraram no seu território e lançaram bombas

Porta-voz do exército partilhou fotografias que mostram uma cratera e restos do que aparenta ser uma bomba.
Lusa 26 de Fevereiro de 2019 às 05:35
Paquistão diz que caças indianos entraram no seu território e lançaram bombas
Paquistão diz que caças indianos entraram no seu território e lançaram bombas
Paquistão diz que caças indianos entraram no seu território e lançaram bombas
Paquistão diz que caças indianos entraram no seu território e lançaram bombas
Paquistão diz que caças indianos entraram no seu território e lançaram bombas
Paquistão diz que caças indianos entraram no seu território e lançaram bombas
Paquistão diz que caças indianos entraram no seu território e lançaram bombas
Paquistão diz que caças indianos entraram no seu território e lançaram bombas
Paquistão diz que caças indianos entraram no seu território e lançaram bombas

O Exército do Paquistão afirmou esta terça-feira que caças indianos entraram no território paquistanês e lançaram explosivos, sem causar vítimas mortais, uma acusação que aumenta a escalada de tensão entre os dois países vizinhos.

"Depois de uma resposta eficaz da Força Aérea do Paquistão", combatentes indianos lançaram explosivos e fugiram, escreveu o porta-voz do Exército, Asif Ghafoor, no Twitter.




Na mesma publicação, o porta-voz partilhou fotografias que mostram uma cratera e restos do que aparenta ser uma bomba.

Ministro indiano confirma bombardeamento "bem-sucedido"
Um ministro indiano confirmou esta terça-feira que várias aeronaves do país realizaram um bombardeamento "bem-sucedido" contra terroristas no lado paquistanês de Caxemira.

Segundo avança a imprensa indiana, 12 caças Mirage 2000 bombardearam locais pertencentes ao grupo jihadista Jaish-e-Mohammed. 

A tensão naquela região tem vindo a aumentar desde há várias semanas quando um carro-bomba acabou por matar cerca de 40 pessoas, entre eles membros da polícia militar indiana.

Governo indiano avança que 300 militantes foram mortos
O governo indiano avançou à agência Reuters que 300 militantes paquistaneses foram mortos mas a informação foi negada pelo Paquistão.

Exército do Paquistão Asif Ghafoor Força Aérea do Paquistão política defesa
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)