Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Paquistão recusa entregar suspeitos

O Paquistão não entregará à Índia os suspeitos detidos recentemente no âmbito às investigação sobre os ataques terroristas ocorridos na cidade indiana de Bombaim no passado dia 26 de Novembro, que causaram 171 mortos. As autoridades paquistanesas pretendem que, caso sejam confirmadas as suspeitas, os indivíduos detidos sejam julgados no país.
9 de Dezembro de 2008 às 10:32
Paquistão recusa entregar suspeitos
Paquistão recusa entregar suspeitos FOTO: Reuters

O anúncio foi feito esta terça-feira pelo ministro paquistanês dos Negócios estrangeiros, Shah Mehmood Qureshi. 'Estas detenções tiveram lugar no âmbito do nosso próprio inquérito. Ainda que as acusações contra eles por parte da Índia sejam demonstradas, não os  entregaremos à Índia. Seremos nós a julgar os detidos ao abrigo das leis paquistanesas', assinalou num discurso proferido em Multan, no centro do Paquistão.

A resposta de Islamabad surge depois de o governo indiano ter pedido às autoridades paquistanesas para entregarem presumíveis terroristas, nomeadamente o líder do grupo islamista responsável pelos atentados ocorridos em Bombaim. Também, os EUA, pediram ao Paquistão que colaborasse nas investigações.

Entretanto, esta manhã, um incêndio cuja causa permanece desconhecida, deflagrou no 20.º andar do Hotel Taj Mahal, um dos alvos dos ataques ocorridos em Bombaim.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)