Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Paquistão reduz cooperação com a NATO

O ministro paquistanês dos Negócios Estrangeiros disse a Hillary Clinton que o alegado ataque da NATO que matou 25 soldados do Paquistão nega progressos na melhoria das relações e anunciou a redução da cooperação com a Aliança.
27 de Novembro de 2011 às 10:30

De acordo com uma nota do Governo em que é descrita a conversa, Hina Rabbani Khar disse à sua homóloga norte-americana que o ataque é inaceitável, mostra total desrespeito pela vida humana e provocou a raiva dentro do Paquistão.

Além de referir que o ataque não mostra melhoria das relações entre norte-americanos e paquistaneses, o ministro anunciou também ações de rataliação encerrando a fronteira com o Afeganistão usada pelos camiões da NATO com mantimentos e dando 15 dias aos Estados Unidos para abandonarem uma base aérea utilizada para drones americanos, aviões sem tripulação qua acabaram por atacar um posto dos militares paquistaneses.

Hillary Clinton disse na conversa que os Estados Unidos irão ajudar na investigação.

paquistão eua nato
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)