Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Parlamento palestiniano invadido

Meia centena de polícias palestinianos armados, do movimento Fatah do presidente da Autoridade Nacional Palestiniana (ANP), Mahmoud Abbas, ocuparam as instalações do Parlamento palestiniano em Khan Yunis, no sul da Faixa de Gaza, para protestar contra a falta de pagamento dos seus salários. Após a manifestação, que não demorou muito tempo, decidiram abandonar de sua livre vontade o edifício.
15 de Abril de 2006 às 17:41
A asfixia financeira está a semear a revolta nos teriritórios palestianianos. O governo do Hamas, liderado por Ismael Haniyeh, é acusado de não pagar a pelo menos 140 mil funcionários.
Recorde-se que a União Europeia e os EUA decidiram suspender a ajuda financeira à ANP, justificada pela inércia e aparente instransigência do movimento radical Hamas em não renunciar à violência e não reconhecer Israel.
O chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov, alertou para o perigo desta situação tendo-se disponibilizado para conceder ajuda financeira de urgência, instando no mesmo momento para que o Hamas se sente à mesa das negociações.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)