Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Parlamento russo aprova castração química de pedófilos

A Duma Estatal (câmara baixa do parlamento russo) aprovou esta terça-feira na generalidade um projecto-lei do presidente Dmitri Medvedev que determina a castração química de pedófilos e proíbe a liberdade condicional para condenados por delitos sexuais contra menores.
4 de Outubro de 2011 às 18:56
Projecto-lei determina a castração química de pedófilos e proíbe a liberdade condicional para condenados por delitos sexuais contra menores
Projecto-lei determina a castração química de pedófilos e proíbe a liberdade condicional para condenados por delitos sexuais contra menores FOTO: DR

O diploma, aprovado por 332 votos a favor, um contra e nenhuma abstenção, visa endurecer as penas por delitos contra a integridade sexual de menores de 14 anos.    
 
O documento propõe também que as pessoas julgadas pela segunda vez pelos mesmos delitos sejam condenadas a longas penas de prisão, incluindo a prisão perpétua.  

O documento estabelece as normas de aplicação das medidas de coacção de carácter médico que serão aplicadas por ordem do juiz e partindo dos resultados do exame psiquiátrico forense.  

O representante do Presidente da Rússia na Duma, Garri Minkh, comentou que caso seja aprovado o projecto-lei, o juiz ou a comissão médica poderão ordenar a aplicação da castração química forçada a pessoas condenadas por delitos sexuais contra menores de 14 anos.
 
Nos demais casos, os condenados poderão solicitar a castração química voluntária ao pedir a sua liberdade condicional antecipada.  

A 01 de Junho de 2011, a Duma Estatal aprovou um projecto-lei que endurecia a pena por delitos sexuais contra menores, mas a aprovação na especialidade foi suspensa quando se soube que Medvedev estava a elaborar um projecto-lei para endurecer as penas a aplicar a crimes de pedofilia.

castração química pedofilia rússia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)