Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Passageiro em choque com casal a fazer sexo ao seu lado em pleno voo da Ryanair

Homem filmou o momento e reclamou com a companhia aérea.
Correio da Manhã 16 de Setembro de 2021 às 18:41
Passageiro em choque com casal a fazer sexo ao seu lado em pleno voo da Ryanair
Passageiro em choque com casal a fazer sexo ao seu lado em pleno voo da Ryanair
Passageiro em choque com casal a fazer sexo ao seu lado em pleno voo da Ryanair
Passageiro em choque com casal a fazer sexo ao seu lado em pleno voo da Ryanair
Passageiro em choque com casal a fazer sexo ao seu lado em pleno voo da Ryanair
Passageiro em choque com casal a fazer sexo ao seu lado em pleno voo da Ryanair

Um inglês ficou chocado ao assistir a cenas escaldantes ao seu lado, durante um voo da Ryanair. Alan White divulgou imagens do momento em que uma mulher faz sexo oral ao parceiro durante a viagem, nos bancos ao lado de Alan, e reclamou com a companhia aérea.

Nas imagens divulgadas é possível ver o casal em atos sexuais. A mulher baixa a cabeça várias vezes, enquanto o homem (com os genitais cobertos com uma manta), vai bebendo um copo de vinho servido a bordo. Nenhum dos dois parece importar-se com o facto de estarem a ser observados. Vão trocando beijos nos entretantos.

"Jogo limpo da Ryanair por permitir isto a bordo", ironiza o inglês, marcando a companhia aérea na publicação. "Vou ter isto em conta quando fizer a minha próxima viagem", avisa Ryan White.

As imagens depressa se tornaram virais. As regras de bordo da Ryanair estipulam que caso um passageiro "se comporte a bordo da aeronave de forma que consideremos que cause desconforto, inconveniência, dano ou insulto para outros passageiros ou tripulação, poderemos tomar medidas que consideramos razoáveis para prevenir tal conduta, como a imobilização. Poderá também ser obrigado a desembarcar e enfrentará a eventual acusação pelos crimes cometidos a bordo". Segundo a lei inglesa, estará em causa um crime de atentado ao pudor.

Questionada pelo The Sun sobre o caso, a Ryanair não prestou quaisquer declarações.