Sub-categorias

Notícia

Pastor preso por abusos sexuais tinha tara por lamber orelhas

Homem era conhecido pekas autoridades por "Maníaco da Orelha".

Um pastor evangélico de 51 anos preso em Contagem, na área metropolitana da cidade brasileira de Belo Horizonte, acusado de abusos sexuais por, tinha uma tara muito comentada quer pelos seus seguidores quer pelos agentes que o investigavam, lamber orelhas. De tal forma que o pastor, Wilson Jorge Ferreira, um dos líderes em Belo Horizonte da Igreja do Evangelho Quadrangular, era conhecido nos meios policiais como "Maníaco da Orelha".

Larissa Mascotte, a delegada (inspectora) que comanda a investigação, contou que essa era a marca registada do pastor, que há 25 anos actuava na região de Belo Horizonte, a capital do estado de Minas Gerais. Segundo vítimas já ouvidas, o pastor, ao iniciar os abusos, lambia sôfregamente as orelhas das suas vítimas, enquanto com uma das mãos segurava fortemente a genitália delas.

Ainda não há um número definido de mulheres que o pastor terá molestado, até porque muitas delas, por receio de escândalo e de represálias e por ele ser o chefe religioso da confissão que freqüentavam, optaram por não apresentar queixa. Mas denúncias de abusos sexuais do pastor começaram a chegar às autoridades em Maio de 2017, quando uma investigação foi iniciada, mas decorreu de forma morosa pela dificuldade de obter provas, já que os abusos foram sempre cometidos em locais sem testemunhas.

Larissa diz que já ouviu diversas vítimas e que vai ouvir pelo menos outras 10 nos próximos dias e que espera que, com a divulgação da notícia da prisão do religioso, outras surjam. Além dos crimes de abuso sexual pelos quais acabou agora preso, o pastor é ainda investigado por suspeita de violação de uma fiel então menor de idade, tendo sido acusado por uma das freqüentadoras dos seus cultos, hoje adulta, de a ter violado sexualmente quando ela tinha dos 12 aos 16 anos. 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!