Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Pedófilo autor de música do "Joker" não vai receber dinheiro do filme

Gary Glitter, a cumprir pena de 16 anos de prisão por abuso sexual de menores.
Correio da Manhã 15 de Outubro de 2019 às 16:11
'Joker'
Joker
Joaquin Phoenix na pele de Joker, o vilão de Batman
'Joker'
Joker
Joaquin Phoenix na pele de Joker, o vilão de Batman
'Joker'
Joker
Joaquin Phoenix na pele de Joker, o vilão de Batman
Gary Glitter, a cumprir pena de 16 anos de prisão por abuso sexual de menores, é o compositor da música "The Hey Song", utilizada nas últimas cenas do filme "Joker".

Dada a popularidade que o filme ganhou desde a data da estreia, a utilização desta música gerou uma onda de contestação. Na Internet surgiram alguns rumores de que Glitter poderia receber uma quantia elevada de dinheiro pela utilização da música. Todavia, em declarações ao LA Times, a editora Snapper Musica (uma das detentoras do reportório de Glitter) esclareceu que ex-estrela de rock dos anos 70 não iria receber nada. 

Também a editora de música Universal Musica Publishing Group, responsável pelos direitos de autor das músicas do filme, garantiu que "não lhe vai pagar 'royalties'" a Gary Glitter.  

O filme "Joker" protagonizado pelo ator Joaquin Phoenix tem batido recordes. A obra da autoria de Todd Philips já levou mais de 155 espetadores às salas de cinema, rendendo quase 900 mil euros em bilheteiras. Só nos Estados Unidos, na noite de estreia, o filme rendeu 12,1 milhões de euros.
Gary Glitter artes cultura e entretenimento "joker" filme polémica música
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)