Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Pelo menos 216 mil menores foram vítimas de abusos sexuais por elementos da Igreja Católica francesa

Acredita-se que o número final de menores vítimas de abusos seja 30 vezes maior do que o apresentado nesta estimativa.
Correio da Manhã 5 de Outubro de 2021 às 09:06
padre, igreja
padre, igreja FOTO: Getty Images

Uma investigação revela esta terça-feira que membros da Igreja Católica francesa abusaram de cerca de 216 mil menores durante os últimos 70 anos, entre 1950 e 2020.

Ainda assim, acredita-se que o número final de menores vítimas de abusos seja 30 vezes maior do que o apresentado nesta estimativa inicial.

No domingo, o presidente da Comissão Nacional de Investigação da Criminalidade Pedófila na Igreja em França já tinha assumido ter havido "entre 2900 e 3200 criminosos pedófilos" na Igreja Católica desde 1950.

Durante dois anos e meio, esta comissão esteve a investigar a Igreja Católica ouvindo vítimas e testemunhas, além de analisar documentos da igreja, polícia, jornais e tribunais. 

A CNN refere que o relatório revela ainda que as crianças eram mais propensas a sofrer abusos dentro da Igreja Católica do que em escolas públicas ou em qualquer ambiente que não fosse familiar. 

O número de vítimas sobe para 330 mil quando considerados "agressores leigos que trabalham em instituições da Igreja Católica", nomeadamente nas capelanias, professores nas escolas católicas ou em movimentos juvenis, disse o presidente da Comissão Independente sobre os Abusos da Igreja (Ciase), Jean-Marc Sauvé, duranta a apresentação do relatório à imprensa.
    A investigação conclui ainda que "quando informada dos abusos", a igreja "não tomou medidas" para proteger os menores dos pedófilos. 
      A Igreja Católica Francesa, inicialmente, recusou-se a comentar o assunto, mas acabou por pedir "perdão".
      Ver comentários