Queda de plataforma em festival de Vigo faz 316 feridos

Nove pessoas estão em estado grave em Espanha. Não há portugueses entre as vítimas.
Por Lusa|13.08.18

Pelo menos 316 pessoas ficaram feridas, nove delas com gravidade, depois de uma plataforma de madeira ter cedido este domingo à noite durante um festival de música em Vigo, Espanha, segundo avança o jornal El Confidencial

As cinco pessoas feridas com gravidade não correm risco de vida, segundo os jornais espanhóis. Duas das vítimas em estado grave são jovens com menos de 15 anos.

Vídeo mostra queda de plataforma em festival de Vigo


Grande parte dos feridos caíram ao mar após o colapso e tiveram dificuldade em sair devido ao caos que se instalou

O prefeito da cidade, Abel Caballero, afirmou que vão ser investigadas as causas do acidente que se registou pouco depois das 24h00 em Espanha (23h00 em Lisboa).

De acordo com a agência de noticias Efe, o acidente causou uma onda de pânico e grande tensão. Entre os presentes no festival estavam menores de idade.

Em declarações ao jornal local La Voz de Galicia, o presidente da Autoridade Portuária, Enrique Lopez Veiga, aponta como causas do colapso "falhas estruturais". Lopez Veiga afirma que após averiguação das causas do colapso é importante apurar responsabilidades "se houver".

As imagens da queda da plataforma que fez mais de 300 feridos em Vigo

Entretanto, a equipa de comunicação do Festival O Mariquiño já emitiu o primeiro comunicado 12 horas após o incidente. Nele lamentam o sucedido, solidarizam-se com todos os feridos e familiares que agora são a principal prioridade. 

O comunicado anuncia ainda que foram cumpridas todas "as condições de segurança exigidas pela legislação" e que estão ao dispor das autoridades para tudo o que for necessário. 


Não há portugueses entre vítimas de queda de plataforma em Vigo
O Governo português referiu esta segunda-feira que não há portugueses entre as vítimas da queda de uma plataforma de madeira num festival em Vigo, Espanha, que fez mais de 300 feridos.

Segundo fonte do gabinete do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, "os dados fornecidos pelas autoridades espanholas indicam que não há portugueses entre os feridos hospitalizados".

De acordo com o último balanço do governo regional da Galiza, a queda da plataforma na noite de domingo para segunda-feira num concerto do 'rapper' Rel B, no festival de desporto e música urbana em Vigo, provocou 316 feridos.

Do total de feridos, há nove hospitalizados, mas que não correm risco de vida, referiu a mesma fonte.

Segundo o presidente da Autoridade Portuária de Vigo, Lopez Veiga, o acidente terá tido origem numa falha estrutural e não num problema de manutenção.

Nas próximas horas irá ser realizado um estudo técnico para esclarecer o que aconteceu e verificar o estado de toda a estrutura, a fim de impedir que algo semelhante possa acontecer novamente, afirmou, em declarações à agência espanhola, Efe.

O estudo irá também verificar se houve um excesso de pessoas na plataforma, que poderia ter causado a queda.

Entretanto, a organização do festival assegurou, em comunicado, que os concertos programados para este festival "cumpriam as condições de segurança exigidas pela legislação".

Os organizadores do festival lamentam profundamente o acidente e manifestam a sua solidariedade "com todos os feridos e as suas respetivas famílias", afirmando que são "a prioridade absoluta para todos".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!