Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Pelo menos três militares mortos na Ucrânia em menos de 24 horas

Comando ucraniano denuncia ataques das tropas "russo-terroristas".
26 de Abril de 2017 às 09:42
Militares ucranianos
Militares ucranianos
Militares ucranianos
Militares ucranianos
Militares ucranianos
Militares ucranianos
Pelo menos três militares ucranianos morreram e outros quatro ficaram feridos em combate no leste da Ucrânia nas últimas 24 horas, informou esta quarta-feira o comando das tropas destacadas na zona de conflito.

"Nas últimas 24 horas morreram três 'defensores' ucranianos e outros quatro ficaram feridos", indicou o comando militar no Facebook, detalhando que, nesse intervalo temporal, "as tropas russo-terroristas" lançaram 65 ataques contra posições das forças governamentais.

O comando ucraniano informou que terça-feira se verificou um intensificar das hostilidades e denunciou o uso de artilharia por parte de milícias pró-russas que atuam nas regiões de Donetsk e Lugansk.

A negociação política do conflito no leste da Ucrânia encontra-se bloqueada há meses devido à recusa por parte de Moscovo e de Kiev em avançar em conformidade com os Acordos de Minsk e contínuas e reciprocas acusações relativamente às violações ao cessar-fogo.

Os Acordos de Minsk contemplam uma trégua estável com a retirada do armamento pesado e a introdução de reformas políticas para possibilitar eleições regionais nas zonas controladas pelos rebeldes pró-russos.

Kiev sustenta que não é possível alcançar progressos nos aspetos políticos do plano de paz enquanto a Ucrânia não assumir o controlo da parte fronteiriça com a Rússia que atualmente se encontra nas mãos das milícias pró-russas.

Segundo dados da ONU, nos três anos de conflito no leste da Ucrânia, foram mortas cerca de 10.000 pessoas, entre combatentes e civis.
Ver comentários