Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

"Pensei que violações era algo que não acontecia aos homens": Alex Feis-Bryce foi abusado numa festa em Inglaterra

Alex tinha 18 anos quando foi vítima de abusos sexuais.
Correio da Manhã 22 de Julho de 2021 às 13:29
ALEX FEIS-BRYCE
ALEX FEIS-BRYCE
ALEX FEIS-BRYCE
ALEX FEIS-BRYCE
ALEX FEIS-BRYCE
ALEX FEIS-BRYCE

Alex Feis-Bryce , um homem britânico atualmente presidente-executivo da Survivors UK, uma organização que ajuda homens, meninos e pessoas não binárias que foram violadas ou abusadas revelou o processo por que passou após ele próprio ter sido vítima de violação aos 18 anos.

Tudo aconteceu quando Alex chegou à cidade de Manchester, em Inglaterra, para estudar. Alex vinha de uma província britânica pequena e tinha acabado de assumir que é homossexual. Estava, assim, preparado para viver a nova etapa da sua vida.

Alex conta à BBC que na segunda vez que decidiu ir a um bar ou um pub gay foi convidado para ir a uma festa na casa de uma pessoa que não conhecia. "Eu era desesperadamente ingênuo e queria fazer amigos e ser aberto com as pessoas, por isso, concordei em ir à festa, mas o meu amigo mudou de ideias ao último minuto", contou. Alex não foi à festa e acabou por ser levado para uma casa. Mal chegou o dono da casa ofereceu uma bebida e Alex ficou sonolento, foi levado para um quarto onde acabou por ser violado.

"Na verdade, pensei que violações era algo que não acontecia aos homens, então talvez não fosse algo que acontecesse comigo. Fui programado para pensar que isso acontece a mulheres, e isso tornou muito mais difícil processar ou denunciar à polícia porque achei que não acreditariam em mim", disse o homem à BBC.

Foi depois deste episódio que Alex soube que tinha que ajudar outros homens a lidar com situações semelhantes.




Ver comentários