Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Pentágono garante que armas de destruição em massa líbias estão "seguras"

Os stocks de armas de destruição em massa estão "seguros" na Líbia, mas um arsenal de centenas de lançadores de ‘rockets’ continua a ser motivo de preocupação, segundo o Pentágono.
24 de Agosto de 2011 às 19:25
Arsenal de centenas de lançadores de ‘rockets’ continua a ser motivo de preocupação
Arsenal de centenas de lançadores de ‘rockets’ continua a ser motivo de preocupação FOTO: Reuters

Questionado sobre se os locais onde as armas de destruição em massa foram armazenados, incluindo mais de dez toneladas de gás mostarda, estão seguros, o porta-voz do Departamento de Defesa norte-americano, Dave Lapan, disse aos jornalistas que "sim".   

Escusando-se a avançar mais detalhes, disse apenas que se tratavam de "armas e produtos perigosos".  

"Mantemos a vigilância", disse, acrescentando que os Estados Unidos não tinham a intenção de enviar tropas para o terreno para proteger esses stocks.  

O regime do coronel Muammar Kadhafi entrou, em 2004, para a Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), mas ainda tinha que destruir 11,25 toneladas de gás mostarda quando a rebelião começou em Fevereiro. 

Um total 3 563 munições (bombas, granadas, mísseis) que poderiam ser usados como veículo para espalhar o gás mostarda, foram destruídos, segundo a OPAQ.  
 
Os centros de armazenagem do gás mostarda estão localizados em Rabta, 100 quilómetros a sul de Tripoli, e na zona de Al-Ruwagha Joufra, a sul de Sirte.

armas de destruição em massa rockets kadhafi líbia armas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)