Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Perante críticas à ofensiva turca, Erdogan ameaça Europa: "Abriremos portas e enviaremos 3,6 milhões de refugiados"

Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, alertou a Europa contra a crítica da incursão militar recém-lançada à Síria.
Correio da Manhã 10 de Outubro de 2019 às 17:47
Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan
Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan
Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan
Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan
Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan
Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan
Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan
Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan
Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan
O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, ameaçou esta quinta-feira a Europa após ter sido alvo de muitas críticas contra incursão militar recém-lançada à Síria.

Erdogan afirma que, se quiser, enviará milhões de refugiados para a Europa caso a operação comandada por si seja considerada uma invasão. 

"União Europeia, acordem. Vou voltar a repetir: Se tentam classificar a nossa operação como uma invasão, a nossa missão será simples. Abriremos portas e enviaremos 3,6 milhões de refugiados para vocês", ameaçou o presidente turco. 

A ameaça surge após o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, ter dito que Ancara deveria "cessar a operação militar" que tem em curso na Síria sob pena de a mesma não resultar. Juncker afirmou ainda que a Turquia não espere ajuda da Europa para a criação da chamada "zona segura" após esta operação.

Os turcos lançaram a Operação Primavera da Paz esta quarta-feira, a fim de criar uma "zona segura" no lado sírio da fronteira. A área é controlada por milícias curdas apoiadas pelos EUA, que Ancara vê como terroristas. Erdogan afirmou que as forças turcas já mataram 109 "militantes" desde o início desta operação.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)