Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Peritos contra estratégia de Bush para o Iraque

A maioria de um grupo de peritos em política externa inquiridos por uma revista norte-americana não tem dúvidas: a estratégia de Bush para o Iraque é um desastre e não resultará numa vitória contra o terrorismo.
21 de Agosto de 2007 às 00:00
Envio de mais 30 mil soldados foi 'ineficaz', afirmam peritos
Envio de mais 30 mil soldados foi 'ineficaz', afirmam peritos FOTO: Damir Sagolj / Reuters
Segundo a revista ‘Foreign Policy’, que reuniu um painel de 108 peritos, incluindo antigos responsáveis políticos e militares, tanto democratas como republicanos, a oposição à política de reforço de tropas, anunciada por Bush no ano passado como passo decisivo para vencer a guerra, continua a aumentar, tendo subido 22 por cento nos últimos meses e alcançado pela primeira vez uma maioria de opiniões desfavoráveis. De acordo com a revista, 53 por cento dos peritos diz agora que está contra a estratégia de Bush e não acredita que a mesma consiga alcançar a desejada vitória.
Dois terços dos inquiridos consideram mesmo que a estratégia tem sido “ineficaz” e “fez piorar as coisas no terreno”. Sete em cada dez afirmaram ainda apoiar a saída das tropas norte-americanas no Iraque.
Recorde-se que Bush anunciou no início do ano o envio de mais 30 mil militares para o Iraque, no âmbito do lançamento de uma nova ofensiva para estabilizar a região de Bagdad, mas as opiniões sobre a eficácia desta estratégia dividem-se, até porque só desde meados de Junho é que os EUA têm no terreno todos os reforços anunciados por Bush. No entanto, o tempo urge, uma vez que o comandante das tropas norte-americanas do Iraque, general David Petraeus, deverá apresentar já em Setembro um relatório formal ao governo sobre os progressos na ofensiva, o qual poderá ser crucial para determinar a permanência ou a retirada das tropas no Iraque.
O mesmo painel de peritos considerou ainda, de forma esmagadora (91%), que o mundo está mais perigoso para os americanos e para os EUA, uma subida de dez por cento em relação a Fevereiro, enquanto 80 por cento acredita que os EUA voltarão a ser alvo de um ataque terrorista ao estilo do 11 de Setembro na próxima década.
Os peritos consideraram ainda que o Paquistão (35%) é o mais provável futuro bastião da al-Qaeda, enquanto 74% apontou aquele país como o mais susceptível de transferir tecnologia nuclear para grupos terroristas nos próximos anos. A Rússia, por outro lado, foi considerada como o aliado que menos serve os interesses americanos.
MUNDO PERIGOSO
- Nove em 10 peritos norte-americanos em política externa, tanto democratas como republicanos, afirmam que o mundo é hoje um local mais perigoso para os americanos do que há seis meses, revela uma sondagem da revista Foreign Policy
MAIS PERIGOSO
Fevereiro 2007: 81%
Agosto 2007: 91%
MAIS SEGURO
Fevereiro 2007: 12%
Agosto 2007: 2%
- Os EUA estão a vencer a guerra contra o terrorismo?
CONCORDA: 6%
DISCORDA: 84%
(Sondagem realizada junto de 108 peritos, incluindo antigos membros do governo, militares e agentes secretos)
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)