Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

PETROLEIRO AMEAÇA COSTA DA UE

Um petroleiro de casco único, idêntico ao do “Prestige”, que há um ano causou uma tragédia ambiental na costa espanhola, poderá passar este mês junto a águas de países da União Europeia, transportando 50 mil toneladas de combustíveis pesados.
2 de Dezembro de 2003 às 15:00
O Geroi Sevastopolya, um petroleiro russo, deve passar ainda este mês ao largo da costa portuguesa, seguindo a mesma rota que estava prevista para o “Prestige”. O navio, considerado perigoso devido a ter apenas um casco, foi fretado por uma companhia norte-americana para transportar 50 mil toneladas de fluelóleo.
O transporte tem início na Letónia e segue com destino a Singapura, passando, na viagem, pelas costas de Portugal, Espanha e França.
Apesar do navio não ter qualquer paragem agendada em portos de países da União Europeia, a sua passagem ao largo da costa dos Quinze está a preocupar as autoridades.
Recorde-se que, depois do acidente do “Prestige”, a UE estabelceu em Outubro, uma nova legislação comunitária para a regulação deste tipo de transporte. O Geroi Sevastopolya, com 24 anos, não está a infringir essa legislação.
GOVERNO QUER SABER MAIS
O primeiro-ministro, Durão Barroso, garantiu que a Autoridade Marítima está já a recolher informações sobre o petroleiro russo de casco simples que irá passar ao largo de Portugal. No entanto não há ainda indicações sobre quando se dará a passagem do navio.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)