Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Petrov: "Tenho sorte por ter sobrevivido"

Depois de passar por 13 meses de quimioterapia o jogador diz que querer voltar à sua vida normal.
18 de Abril de 2013 às 18:34
Petrov quer agora passar algum tempo com a família, e com os seus filhos, antes de pensar no seguimento da sua vida profissional
Petrov quer agora passar algum tempo com a família, e com os seus filhos, antes de pensar no seguimento da sua vida profissional FOTO: d.r.

Stilyian Petrov de 33 anos, ex-capitão do clube inglês Aston Villa, a quem foi diagnosticada em 2012 uma leucemia, está em remissão, depois de 13 meses de quimioterapia.

Apesar de ter de continuar medicado durante mais dois anos, Petrov confessa que está muito feliz por ter ultrapassado a “fase mais intensiva do tratamento”, e diz-se ansioso por poder finalmente voltar à sua vida normal.

A leucemia, que foi detetada ao jogador búlgaro em exames de sangue de rotina, era uma das formas mais graves da doença, o que significava que o jogador tinha hipótese de sobrevivência de 50/50, por isso os médicos quiseram começar de imediato o tratamento.

Depois de ter aprendido mais sobre a sua condição e de ter passado pela doença, Petrov considera que tem muita “sorte por ter sobrevivido”.

O jogador sublinha e agradece o apoio de toda a equipa médica que o acompanhou e dos seus fãs do Aston Villa, que o aplaudiam em todos os jogos ao minuto 19, número da camisola do jogador.

Petrov quer agora passar algum tempo com a família, e com os seus filhos, antes de pensar no seguimento da sua vida profissional.

O jogador jogou pela última vez pelo Aston Villa em Março de 2012, contra o Arsenal.

Leucemia Petrov Aston Villa quimioterapia remissão doença
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)