Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Pilotos suspensos por violência física durante voo

Companhia aérea indiana abriu inquérito interno.
5 de Janeiro de 2018 às 14:50
Avião da Jet Airways
Avião da Jet Airways
Avião da Jet Airways
Avião da Jet Airways
Avião da Jet Airways
Avião da Jet Airways
Avião da Jet Airways
Avião da Jet Airways
Avião da Jet Airways

A Jet Airways, companhia aérea indiana, suspendeu dois pilotos por se terem envolvido numa discussão que gerou violência física por parte do homem. O episódio aconteceu durante um voo com origem em Londres, no Reino Unido, com destino a Mumbai, na Índia, no primeiro dia de 2018.  

Segundo os relatos, o homem bofeteou a colega de profissão depois de um confronto verbal. A mesma saiu em lágrimas do posto de trabalho seguida do piloto, deixando assim o cockpit vazio e o avião em modo automático. Apesar de os profissionais terem voltado aos seus lugares, a mulher voltou sair, tendo sido convencida por uma assistente de bordo a voltar para desempenhar as suas funções.

O incidente já foi relatado à Direção Geral de Aviação Civil e a tripulação foi suspensa na ordem de abertura de uma investigação interna. Num comunicado, a companhia já confirmou que existiu um desentendimento entre a tripulação de cabine, mas que a mesma "foi resolvida rapidamente e de forma amigável". "O voo prosseguiu para Mumbai, onde aterrou de forma segura", sublinhou o porta-voz da Jet Airways.

Ashok Gajapati Raju, ministro da aviação da Índia, referiu no parlamento que o governo pretende tomar as ações necessárias de acordo com os regulamentos existentes e que "ninguém será poupado" por comprometer a segurança dos 324 passageiros a bordo.                     

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)