Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Podemos aceita concorrer em conjunto com Izquierda Unida

Partidos podem unir-se em novas eleições gerais.
20 de Abril de 2016 às 19:22
Pablo Iglesias, líder do Podemos
Pablo Iglesias, líder do Podemos FOTO: EPA
O partido da esquerda radical espanhola Podemos aceitará concorrer em conjunto com os comunistas do Izquierda Unida (IU) em caso de novas eleições gerais em Espanha, a 26 de junho, indicaram esta quarta-feira fontes do partido.

Podemos e IU poderão agora iniciar negociações para formalizar a ida conjunta às urnas - concorrendo como coligação eleitoral ou com uma nova "marca" partidária - bem como a composição das listas.

Os deputados espanhóis têm até 2 de maio para eleger um novo presidente do Governo (primeiro-ministro), caso contrário as Cortes Gerais (parlamento) serão dissolvidas e Espanha realizará novas eleições.

O único acordo de formação de executivo assinado até ao momento foi entre o Partido Socialista (PSOE), que tem 90 deputados, e o partido de centro-direita Ciudadanos, com 40 deputados, insuficiente para eleger o secretário-geral e candidato socialista, Pedro Sánchez.

Os socialistas queriam que o Podemos viabilizasse a eleição de Sánchez - apoiando ou abstendo-se numa sessão de investidura - mas o partido liderado por Pablo Iglesias rejeitou essa possibilidade.

Rei reúne-se com os partidos na próxima semana
Iglesias propôs pouco depois das eleições de 20 de dezembro um governo de coligação à esquerda, integrando não só o Podemos mas também a Izquierda Unida, de Alberto Garzón. O PSOE recusou essa via.

O Podemos averbou 5,189 milhões de votos nas eleições de dezembro (apenas menos 300 mil do que o PSOE), enquanto a coligação da Izquierda Unida registou 923 mil votos. Caso mantenham a tendência de votos, os dois partidos em conjunto superam os 5,5 milhões de votos do PSOE.

Na próxima semana, o rei de Espanha, Felipe VI, recebe os partidos para uma última ronda de reuniões. O monarca quer perceber se existe alguma possibilidade de acordo que viabilize um governo, antes de dissolver o Congresso dos Deputados e o Senado para abrir caminho a novas eleições.
Podemos Izquierda Unida Espanha eleições coligação política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)