Polícia apreende explosivos durante manifestação contra Temer

Em causa está a mais recente proposta do Presidente brasileiro sobre a reforma da segurança social.

A Polícia Militar de Brasília, a capital federal do Brasil, apreendeu na tarde desta terça-feira artefactos explosivos durante uma manifestação contra o presidente Michel Temer e a sua proposta mais polémica, a de reforma da segurança social, que vai dificultar muito o acesso às reformas.

Quatro homens foram detidos por estarem na posse dos explosivos, que a polícia suspeita que iriam ser arremessados contra os agentes que faziam barreiras de segurança em redor da manifestação ou contra edifícios públicos.

Os agentes desconfiaram de quatro homens que estacionaram um automóvel junto ao Congresso Nacional e sairam em direcção à manifestação, mas que, ao perceberem que havia um cordão de isolamento e revista feito por homens da Polícia Militar, voltaram para trás. Antes de os quatro terem tempo de deixar o local, a polícia agiu e abordou-os, revistando o carro.

No veículo foi encontrada uma bomba artesanal já pronta para ser usada, e vários productos e equipamentos que permitiriam a fabricação rápida de outros engenhos explosivos. Os homens detidos foram levados para a esquadra e terão de responder pelo menos por porte ilegal de material explosivo.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!