Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Polícia de Tulsa acusado de homicídio involuntário

Agente matou afro-americano desarmado.
22 de Setembro de 2016 às 22:46
Imagens divulgadas pela polícia norte-americana
Imagens divulgadas pela polícia norte-americana FOTO: Polícia norte-americana
Uma polícia norte-americana, que abateu um afro-americano não armado no Estado de Oklahoma, foi acusada esta quarta-feira de homicídio involuntário, num contexto de debate nacional sobre os abusos das forças de ordem em relação aos afro-americanos.

As acusações dirigidas contra Betty Shelby foram anunciadas quando, no outro extremo dos EUA, decorre na cidade de Charlotte um violento movimento de protesto desencadeado pela morte de um negro, igualmente morto a tiro pela polícia.

A agente policial "é visada por um mandado de detenção", especificou em conferência de imprensa o procurador Steve Kunzweiler.

Shelby é acusada de ter disparado sobre um homem, Terence Crutcher, que estava sob a mira de armas de vários polícias, depois de se ter deslocado até ao seu veículo comas mãos no ar.

A cena, que ocorreu na sexta-feira numa estrada do Oklahoma, no sul dos EUA, foi filmada sob dois ângulos diferentes por câmaras instaladas num helicóptero e numa viatura da polícia.

Segundo os documentos registados no tribunal de Tulsa e consultados pela agência noticiosa AFP, Shelby sentiu-se ameaçada por Crutcher, apesar de não ter sido encontrada qualquer arma na sua posse ou na sua viatura.

A morte de Terence Crutcher veio somar-se a vários casos parecidos de brutalidades policiais contra negros não armados nos últimos dois anos.

Em Charlotte, no Estado da Carolina do Norte, as autoridades apelaram hoje ao envio de reforços de militares da Guarda Nacional, para conter os manifestantes que denunciam desde a noite de terça-feira o homicídio de um negro por um polícia.
Tulsa Oklahoma Estado Unidos morte afro-americano Terence Crutcher questões sociais crime lei e justiça
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)