Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Polícia detém 50 manifestantes em Rússia

A polícia russa deteve esta terça-feira mais de 50 militantes da oposição extra-parlamentar que se manifestaram em defesa da liberdade de expressão e manifestação.
31 de Maio de 2011 às 17:24
A oposição manifestou-se em defesa da liberdade de expressão e manifestação
A oposição manifestou-se em defesa da liberdade de expressão e manifestação FOTO: Yahya Arhab

No dia 31 de cada mês, a oposição manifesta-se em várias cidades do país pelo respeito do artigo 31 da Constituição da Rússia, que garante a liberdade de manifestação.

 

Na capital russa, a polícia deteve quatro conhecidos dirigentes da oposição na Praça Triunfalnaia, quando estes se preparavam para prestar declarações à imprensa.

 

"Atiraram-se a mim sem dizer nada", declarou à agência Interfax, por telefone, o escritor Eduard Limonov, líder do Partido Nacional-Bolchevique, força política proibida pelo Ministério da Justiça.

 

"Mas trataram-me mais ou menos bem, pois a um camarada meu torceram os braços", acrescentou o líder do partido.

 

Além de Limonov, foram também levados para esquadras do centro de Moscovo Serguei Udaltsov, dirigente da Frente de Esquerda, e Ília Iachin, líder do movimento solidariedade.

Rússia Manifestação Oposição Liberdade de expressão manifestação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)