Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Polícia holandesa frustra atentado

A polícia holandesa anunciou ontem que deteve três indivíduos, na passada segunda-feira, os quais são suspeitos de terem planeado um atentado.
4 de Janeiro de 2008 às 00:00
Num comunicado divulgado em Amesterdão, as autoridades policiais holandesas informaram que as detenções tiveram lugar em Roterdão, depois dos serviços secretos do país terem notificado as polícias de que os três indivíduos, de 31, 32 e 39 anos, se preparavam para levar a cabo um ataque terrorista.
Apesar de não terem sido revelados mais pormenores sobre o alegado ataque (nem a identificação dos suspeitos) a agência (holandesa) ANP, citando fontes da procuradoria, adiantou que dois dos detidos são de origem marroquina e o terceiro tem nacionalidade sudanesa. O governo holandês também não deu pormenores sobre as detenções, limitando-se a informar que o alerta de risco de atentado se mantinha como “limitado”, o segundo numa escala com um máximo de quatro. Recorde-se que o país já teve o alerta “substancial”, considerado um dos mais perigosos.
MORTE DE VAN GOGH
Há quatro anos, a Holanda foi abalada com a morte do realizador cinematográfico e feroz crítico do Islão, Theo van Gogh, assassinado por um holandês de origem marroquina. Desde então, vários outros extremistas islâmicos foram detidos, julgados e sentenciados por planearem ataques contra responsáveis governamentais e edifícios públicos.
Ver comentários