Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Polícia identifica assassino de Litvinenko

A Polícia britânica já identificou o suspeito de ter envenenado o antigo espião russo Alexander Litvinenko, através dos vídeos das câmaras de vigilância do aeroporto londrino de Heathrow, noticia este sábado o jornal ‘The Times’.
20 de Janeiro de 2007 às 13:42
Segundo o jornal, o indivíduo entrou em Londres, no príncipio de Novembro de 2006, com um passaporte da União Europeia (UE) falso, tendo-se dirigido ao hotel onde o ex-agente do KGB estava hospedado, envenenando uma chávena de chá feita para o espião russo com Polónio-210. O suspeito abandonou a capital inglesa no mesmo dia, recorrendo a um outro passaporte da UE falso.
A detenção do suspeito foi possível através da descrição feita pelo antigo espião dias antes de morrer e do visionamento do vídeo capturado a 1 de Novembro de 2006, dia em que Litvinenko adoeceu, relativo ao voo vindo de Hamburgo (Alemanha).
As autoridades britânicas optaram por não divulgar fotografias do indivíduo, no entanto, o ‘The Times’ avança que o suspeito é descrito como um homem alto e de constituição forte, com trinta e poucos anos, com o cabelo curto e preto, e traços asiáticos.
Amigos do antigo espião russo afirmam tratar-se de um assassino contratado, enviado pelo Governo russo, adianta ainda o jornal britânico.
Ver comentários