Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Polícia inventa morte de namorada com cancro para conseguir dias extra de folga

Rede de mentiras montada por Harry Sarkar para enganar os colegas durou entre outubro de 2020 e junho de 2021.
Correio da Manhã 11 de Agosto de 2022 às 22:08
Polícia britânica
Polícia britânica FOTO: Getty Images
Um ex-polícia fingiu que tinha uma namorada que tinha morrido de cancro para ganhar dias de folga extra no trabalho.

O caso aconteceu em West Midland, em Inglaterra onde Harry Sarkar era agente.

De acordo com o jornal The Guardian, o agente demitiu-se em março passado e faltou à audiência marcada para esta quinta-feira.

A rede de mentiras montada por Sarkar para enganar os colegas durou entre outubro de 2020 e junho de 2021 e incluía falsas informações sobre uma suposta namorada, uma doença, a morte da companheira e até o próprio funeral. Os superiores chegaram a oferecer ao agente uma licença por doença e vários outros benefícios para que Harry pudesse acompanhar a suposta namorada.

O chefe da polícia, David Thompson admitiu que o "comportamento repetido regularmente durante um período de tempo substancial" transformou-se num abuso de confiança com colegas e supervisores. "Não há qualquer mitigação óbvia ou razão para desculpar este comportamento", rematou.



Ex-polícia Harry Sarkar questões sociais crime lei e justiça investigação mentiras
Ver comentários