Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Polícia ouve adolescente suspeito de ajudar a planear o massacre em escola do Brasil

Jovem de 17 anos terá ajudado a preparar ataque que fez 10 mortos e 11 feridos. Foi colega de Guilherme Monteiro um dos autores do ataque.
15 de Março de 2019 às 15:49
Ataque em escola do Brasil
Atacante aponta arma a alunos de escola no Brasil
Guilherme, um dos autores de massacre em escola brasileira publicou fotos armado antes do crime
Escola Estadual Raul Brasil, em São Paulo
Ataque em escola do Brasil
Atacante aponta arma a alunos de escola no Brasil
Guilherme, um dos autores de massacre em escola brasileira publicou fotos armado antes do crime
Escola Estadual Raul Brasil, em São Paulo
Ataque em escola do Brasil
Atacante aponta arma a alunos de escola no Brasil
Guilherme, um dos autores de massacre em escola brasileira publicou fotos armado antes do crime
Escola Estadual Raul Brasil, em São Paulo

A polícia brasileira ouviu, esta sexta-feira, um terceiro suspeito de participar no ataque de quarta-feira numa escola em São Paulo, no Brasil. De acordo com o jornal brasileiro Estadão, o jovem em causa, de 17 anos, também é ex-aluno da Escola Estadual Professor Raul Brasil – tal como os dois atiradores que se suicidaram após o massacre – e está a ser ouvido pelas autoridades pelo seu envolvimento no tiroteio que vitimou oito pessoas e terminou com a morte de dois responsáveis - Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos.

De acordo com o jornal brasileiro, a polícia realizou buscas na casa do jovem de 17 anos esta sexta-feira, estando este a ser ouvido pelo procurador responsável pela investigação. Após o depoimento, este poderá ser detido pela justiça brasileira.

A Polícia Civil do país já havia pedido a detenção do jovem suspeito por poder ser o terceiro envolvido no ataque à escola de Suzano, em São Paulo, que fez 10 mortes e 11 feridos no total.

O adolescente suspeito tem 17 anos e também é ex-aluno da Escola Estadual Professor Raul Brasil, tendo sido colega de Guilherme Monteiro, um dos atiradores que dispararam cerca de 30 tiros sobre a multidão de crianças e funcionários que se encontravam em intervalo na altura do ataque.

De acordo com a Polícia Civil brasileira, Guilherme terá sido o líder do ataque à escola e o adolescente suspeito que está  a depor perante as autoridades terá apenas participado na fase de preparação.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)