Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Polícia reprime novos protestos

No dia em que se assinalou o 10º aniversário da violenta repressão dos protestos estudantis na Universidade de Teerão, apoiantes do líder da oposição Mir Hossein Moussavi regressaram às ruas, mas foram dispersados pela polícia, que usou gás lacrimogéneo e disparou tiros para o ar, tendo feito inúmeras detenções.
10 de Julho de 2009 às 00:30
Manifestantes desafiaram a polícia. Na foto, alguns dão largas à sua fúria pontapeando um contentor de lixo
Manifestantes desafiaram a polícia. Na foto, alguns dão largas à sua fúria pontapeando um contentor de lixo FOTO: Morteza Nikoubazl/Reuters

Gritando ‘morte ao ditador’, cerca de 250 jovens concentraram-se em frente à universidade. A polícia interveio de imediato atacando-os com bastões. Os manifestantes fugiram, mas voltaram a reagrupar-se sucessivamente, crescendo em número. Algumas fontes falam em 700 pessoas, outras em 2000 e 3000. Perante a resistência, a polícia lançou gás lacrimogéneo e disparou tiros para o ar. O mesmo sucedeu na rua Valiastr, onde se juntaram cerca de 200 manifestantes.

A oposição tinha apelado aos seus apoiantes para que voltassem à rua no dia do 10º aniversário da repressão, pela milícia Basij, dos estudantes da Universidade de Teerão, que protestavam contra o encerramento do jornal reformista ‘Salam’. As autoridades prometeram esmagar os protestos e a intimidação terá levado muitos a ficar em casa. Os últimos protestos contra os resultados das presidenciais, que deram a vitória a Mahmoud Ahmadinejad, tinham terminado há cerca de duas semanas.

APONTAMENTOS

ATAQUE

Um estudante morreu no ataque à universidade em 1999. Seguiram-se protestos em todo o país.

JULGADOS

O Irão vai julgar 500 das 2500 pessoas detidas durante protestos após as eleições.

OBAMA

O presidente dos EUA considerou inaceitável a detenção de funcionários da embaixada britânica.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)