Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Polícia espanhola detém falso cônsul da Guiné Bissau

Homem foi apanhada em Madrid.
8 de Julho de 2016 às 13:52
Um individuo que se fazia passar por cônsul honorário da Guiné-Bissau e falsificava passaportes e outros documentos foi detido em Madrid
Um individuo que se fazia passar por cônsul honorário da Guiné-Bissau e falsificava passaportes e outros documentos foi detido em Madrid FOTO: Getty Images
Um individuo que se fazia passar por cônsul honorário da Guiné-Bissau e alegadamente falsificava passaportes e outros documentos foi detido em Madrid, anunciou esta sexta-feira a Polícia Nacional espanhola.

Os serviços de segurança recomendam aos cidadãos da Guiné-Bissau que verifiquem os seus passaportes e que, se suspeitarem que podem ter sido vítimas da falsificação, se ponham em contacto com a Unidade contra as Redes de Imigração e Falsificação Documental.

O detido simulava ser cônsul honorário daquele país africano em Espanha e dedicava-se à renovação de passaportes de cidadãos guineenses, cobrando determinada quantia pela gestão do processo.

A fraude era realizada numa casa da junta de freguesia de Chamartín, em Madrid, que tinha à porta uma placa com a indicação "Consulado da República da Guiné-Bissau".

Segundo a polícia, os passaportes que emitia estavam alterados em elementos essenciais, como o prazo de validade e o selo.

A Polícia Nacional refere que o detido é acusado de vários delitos de falsificação de documentos, fraude e usurpação de funções públicas.

A investigação foi iniciada quando agentes da polícia tiveram conhecimento da existência de vários cidadãos da Guiné-Bissau que utilizavam passaportes falsos para legalizar a sua situação, nomeadamente para pedir autorizações de residência em Espanha.
Guiné-Bissau Madrid crime política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)