Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Polícias matavam por encomenda

A polícia do estado brasileiro do Pará, no extremo norte amazónico, prendeu na capital, Belém, e em Redenção, no sul do estado, 23 civis e polícias acusados de integrarem um esquadrão da morte suspeito de ter assassinado mais de cinquenta pessoas.
2 de Março de 2008 às 00:30
De acordo com o governo estadual do Pará, Geraldo Araújo, que anunciou o resultado da operação policial denominada ‘Navalha na Carne’, da qual resultaram as prisões, o grupo matava pessoas por encomenda, na sua maioria na região metropolitana da capital. Ainda de acordo com Geraldo Araújo, o esquadrão começou por matar apenas criminosos, fazendo uma espécie de ‘limpeza’ em regiões com alto índice de criminalidade e a pedido dos comerciantes e outras pessoas vítimas, mas depois passou a executar também pessoas inocentes, conforme os interesses de quem contratava o crime.
Ver comentários