Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Polígamo castiga as mulheres recusando-lhes sexo por um mês

Ivan Sukhov diz que vive "harmoniosamente" com as suas três esposas.
9 de Novembro de 2018 às 19:51
Polígamo castiga as suas mulheres recusando-lhes sexo por um mês
Sexo
Casal
Sexo
Polígamo castiga as suas mulheres recusando-lhes sexo por um mês
Sexo
Casal
Sexo
Polígamo castiga as suas mulheres recusando-lhes sexo por um mês
Sexo
Casal
Sexo
Ivan Sukhov, com 34 anos, diz que vive "harmoniosamente" com as suas três mulheres numa relação de poligamia. Contudo, quando tenciona castigá-las, recusa-lhes sexo durante um mês. 

Sukhov vive numa quarto separado e todas as noites convida uma das suas mulheres para passar a noite consigo. "Se uma das minhas mulheres fizer algo de errado, não a vou convidar para a minha cama durante um mês", disse ao Daily Mail.

O russo, que se considera um católico ortodoxo, está casado com Natalia Sukhova. Contudo, como quis alargar a família, os dois decidiram acolher mais mulheres na relação: apareceu Anna e, mais recentemente, Madina, uma mulher muçulmana. Ao todo, Sukhov já foi pai de nove crianças: seis da Natalia e três de Anna. 

Inicialmente, quando o marido revelou que queria uma família maior e que queria ter mais mulheres, Natalia Sukhova não achou uma boa ideia: "Eu era contra essa ideia ao principio. Não conseguia imaginar essa situação, mas depois mudei de ideias porque ele queria mesmo uma família maior." A família vive num T3 em Vladimir, cidade ocidental russa, mas Sukhov está a pensar em comprar uma casa maior nos suburbios. 

Madina, o mais recente membro da família, explicou que foi amor à primeira vista: "Eu vi-o na TV e fiquei apaixonada por ele. Digam o que disserem, decidi ficar com ele."
Ivan Sukhov Anna Daily Mail Madina Vladimir TV TV questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)