Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Polónia responde a apelo da NATO

A Polónia anunciou esta quinta-feira a intenção de enviar um contingente de mil militares para o Afeganistão em Fevereiro do próximo ano, para reforçar a Força Internacional de Assistência e Segurança (ISAF) da NATO destacada naquele país.
14 de Setembro de 2006 às 09:42
“A Polónia vai aumentar o seu contigente no Afeganistão, com o envio de mais mil soldados em Fevereiro de 2007”, revelou o ministro da Defesa polaco, Radoslaw Sikorski, afirmando que Varsóvia está consciente dos riscos da operação, mas “compreende que a NATO tem de estar mais activa no Afeganistão”.
Com esta decisão, a Polónia, um dos principais aliados dos EUA que conta actualmente com um pequeno efectivo de cerca de uma centena de soldados no Afeganistão, torna-se no primeiro país da Aliança Atlântica a responder com uma oferta formal ao pedido lançado pela NATO para a necessidade de reforçar o contingente da ISAF no sul do Afeganistão, onde os rebeldes talibã estão cada vez mais activos.
A NATO tem actualmente cerca de 18.500 militares no Afeganistão, sendo que outros países não integrados na Aliança Atlântica contribuíram com mais 1.500 soldados para o contingente da ISAF, enquanto os EUA dispõem de cerca de mais 20 mil soldados destacados no país.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)