Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Português financiava o IRA

Um luso-espanhol estava no centro de uma trama de contrabando de álcool e tabaco montada pelo IRA para financiar o terrorismo na Irlanda do Norte. Federico Dacosta Virott, já condenado pela Justiça portuguesa e processado em Espanha, era o elo de ligação entre os ramos espanhol, irlandês e português da rede clandestina e movimentou mais de nove milhões de litros de álcool mediante falsificação de documentos e recurso a empresas fictícias.
9 de Dezembro de 2008 às 01:29

O álcool passava por Portugal e Navarra antes de chegar a destilarias clandestinas de whisky na Escócia e Irlanda.

O português terá mantido contactos com pelo menos um terrorista envolvido no atentado de Agosto de 1998 em Omagh, onde perderam a vida 29 pessoas.

Quando Dacosta foi detido, os irlandeses foram forçados a montar em Espanha uma nova rede. O envolvimento do português foi referido no âmbito da condenação, há duas semanas, dos terroristas irlandeses Aiden Francis Grew, Noel Abernethy, Henry Mc Laughlin, conseguida após mais de 10 anos de investigação.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)