Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Portugueses em hotel atacado

Terroristas abriram ontem fogo com armas automáticas e lançaram granadas contra civis em sete diferentes pontos da cidade indiana de Bombaim (Mumbai), incluindo em dois hotéis de luxo frequentados por estrangeiros, num dos quais, o Taj Mahal Palace, estavam cinco portugueses, que foram libertados horas depois do ataque. Pelo menos 100 pessoas morreram e centenas ficaram feridas.
27 de Novembro de 2008 às 00:30
Vários locais de Bombaim foram ontem alvo de ataques terroristas
Vários locais de Bombaim foram ontem alvo de ataques terroristas FOTO: Arko Datta / Reuters

Segundo fonte da Secretaria de Estado das Comunidades, contactada ontem à noite pelo nosso jornal, algum tempo após o ataque ao Taj Mahal um dos portugueses contactou a embaixada de Portugal e informou que todos os cidadãos lusos retidos no hotel já tinham sido libertados e encaminhados para outras unidades hoteleiras de Bombaim. A mesma fonte adiantou que todos se encontravam bem.

Também a presidente da Comunidade de Madrid, Esperanza Aguirre, foi surpreendida pelos disparos, tendo sido evacuada em segurança. No mesmo hotel estava ainda uma delegação do Parlamento Europeu, cujos membros se esconderam nos quartos. A televisão indiana avançou que os terroristas estavam à procura de 'pessoas com passaporte britânico ou norte--americano' e uma testemunha afirmou à CNN que os atacantes – 'todos muito jovens' – tinham feito um número indeterminado de reféns ocidentais nos dois hotéis. Além destes, foram atacados um hospital, uma estação ferroviária e o conhecido restaurante Leopold, muito frequentado por turistas e imagem de marca da capital financeira da Índia.

Após os ataques, a polícia avançou de imediato para os hotéis, entrando primeiro no Oberoi e só depois no Taj Mahal, que ontem à noite se encontrava em chamas. Segundo as televisões locais, travaram-se violentos combates entre forças policiais e terroristas, tendo sido abatidos dois suspeitos e outros nove detidos.

À hora do fecho da nossa edição, várias cadeias de televisão internacionais afirmavam que alguns turistas ocidentais estavam ainda em poder dos terroristas.

MAIS DADOS

GRUPO DESCONHECIDO

Os ataques foram reivindicados por militantes de um grupo pouco conhecido, o Deccan Mujahideen, que terão enviado e-mails para diversos órgãos de Comunicação Social.

EXPLOSÕES E TIROS

Várias horas após os ataques, continuava a ouvir-se explosõese tiroteios um pouco por toda a cidade.

CAVACO ESTEVE NO TAJ

O Taj Mahal Palace foi o hotel onde o presidente Aníbal Cavaco Silva ficou alojado aquando da visita à Índia, em Janeiro do ano passado.

OBAMA CONDENA

A comunidade internacional reagiu de imediato aos ataques em Bombaim, os mais sangrentos dos últimos tempos na Índia, condenando-os. O presidente eleito dos EUA, Barack Obama, afirmou que o seu país deve reforçar o combate ao terrorismo.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)