Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

PP mais votado mas sem maiorias

Partidos tradicionais perdem votos nas eleições em Espanha.
Ricardo Ramos 24 de Maio de 2015 às 23:53
Podemos
Podemos FOTO: Albert Gea/Reuters

O Partido Popular venceu as eleições municipais e regionais deste domingo em Espanha, mas obteve o seu pior resultado eleitoral das duas últimas décadas, numa votação que confirmou o declínio dos partidos tradicionais em favor de novas formações alternativas como o Cidadãos e o Podemos, que fraturaram o eleitorado e abalaram de vez o tradicional bipartidarismo.

A nível nacional, o PP continua a ser o partido mais votado, com 27,02% dos votos (menos 10,5% do que nas últimas regionais), tendo vencido em 9 das 13 comunidades autónomas em disputa, embora sem conseguir a maioria absoluta em nenhuma (tinha 10). Em segundo lugar mantém-se o PSOE, com 25,05% (menos 2,5%) e, num surpreendente terceiro lugar surge o Cidadãos, de Albert Rivera, com 6,54%.

Quanto ao Podemos, apesar de praticamente não ter apresentado listas próprias, conseguiu uma das vitórias mais sonantes noite, com a candidata apoiada pelo partido, Alda Colau, a arrebatar a câmara municipal de Barcelona a Xavier Trias, da CiU.

Ainda a nível local, o PP venceu à tangente em Madrid, com Esperaza Aguirre a suplantar a candidata apoiada pelo Podemos, Manuela Carmena, da coligação Agora Madrid, por pouco mais de 30 mil votos, mas ficou longe da maioria absoluta e poderá ainda vir a perder o poder para uma coligação pós-eleitoral de esquerda.

Porém, e face à ausência de maiorias claras, as coligações pós-eleitorais poderão ainda mudar todo o mapa político saído destas eleições, com claro prejuízo para o PP.

eleições Espanha partidos maiorias movimentos alternativos PP PSOE Cidadãos Podemos
Ver comentários