Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Preços em Espanha caem 0,3%

O país colocou em dívida quase 3 mil ME a taxas negativas.
15 de Dezembro de 2015 às 11:38
Os preços em Espanha caíram 0,3% em novembro, em relação ao período homólogo, mas subiram 0,4% face a outubro
Os preços em Espanha caíram 0,3% em novembro, em relação ao período homólogo, mas subiram 0,4% face a outubro FOTO: Getty Images

Os preços em Espanha caíram 0,3% em novembro, em relação ao período homólogo, mas subiram 0,4% face a outubro devido ao aumento dos preços da eletricidade e à estabilidade dos preços dos combustíveis, foi esta terça-feira anunciado.  

Segundo o instituto nacional de estatística espanhol, apesar da desaceleração da inflação homóloga - que tinha sido de 0,7% em outubro - esta foi negativa em novembro pelo quarto mês consecutivo. O grupo que mais influenciou na moderação da queda dos preços em novembro foram os do imobiliário, cujos preços caíram 2,6%, e a subida dos preços da eletricidade que se comparam com uma descida há um ano.

Em relação à inflação subjacente, que exclui os alimentos frescos e a energia, esta em novembro aumentou 1%, mais 0,1 pontos do que em outubro, e situou-se 1,5 pontos acima da inflação geral, uma situação que se repete todos os meses há mais de um ano. 

Na mesma altura o país colocou 2.933 milhões de euros em dívida a três e a nove meses de novo a taxas de juro negativas, mas menos negativas do que nos anteriores leilões comparáveis.

Dos 2.933 milhões de euros, 1.210 foram colocados em dívida a três meses a taxa de juro marginal negativa de 0,16%, ligeiramente inferior à aplicada em novembro, que também tinha sido de negativa, designadamente -0,225%. Os restantes 1.723,10 milhões de euros foram colocados em dívida a nove meses a uma taxa de juro negativa de 0,002%, também menos negativa do que a do mês anterior (-0,071%).

A procura para estes dois leilões - os últimos deste ano - cifrou-se em 5.628,2 milhões de euros, ou seja, 1,9 vezes superior ao montante colocado.

Espanha economia negócios e finanças macroeconomia preços
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)