Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Pelo menos um morto em desabamento de prédio de sete andares em Fortaleza

Pelo menos dez pessoas ficaram sob os escombros.
Correio da Manhã e Lusa 15 de Outubro de 2019 às 15:38
Prédio de sete andares habitado desaba em Fortaleza
Prédio de sete andares habitado desaba em Fortaleza FOTO: Direitos Reservados/ Twitter
Pelo menos uma pessoa morreu e várias ficaram feridas na sequência do desabamento de um prédio habitacional de sete andares, em Fortaleza, Ceará, Brasil.

A informação está a ser avançada pela Globo, que dá conta do desaparecimento de várias pessoas. 

Segundo fonte dos bombeiros, citada pelo portal de notícias GI, "uma morte havia sido confirmada e três pessoas haviam sido resgatadas com vida, mas o total de vítimas não tinha sido contabilizado".

Bombeiros e várias ambulâncias estão em frente ao prédio que ruiu, no bairro Dionísio Torres, uma região da classe média de Fortaleza.

Os bombeiros confirmaram que poderia haver entre 10 ou 15 pessoas presas nos destroços, algumas das quais conseguiram entrar em contacto com as forças de resgate.

Segundo testemunhas, o prédio, que desabou por volta das 10:30 da manhã (14:30 Lisboa), estaria ocupado por várias pessoas no momento do colapso, cujas causas estão a ser investigadas.

Vizinhos e parentes dos moradores aproximaram-se do local do acidente à procura de informações. 

Após o desabamento do edifício, foram vários os relatos de habitantes da cidade, que registaram o momento após a tragédia, na Rua Tibúrcio Cavalcante.

Em abril deste ano, o colapso de dois edifícios numa área periférica do Rio de Janeiro provocou uma dúzia de mortos e expôs o problema de edifícios ilegais no Brasil.

As propriedades foram construídas irregularmente numa área de difícil acesso no bairro de Muzema, na parte oeste do Rio de Janeiro, e controladas por milícias (grupos formados por policias e ex-agentes da polícia).


Fortaleza interesse humano
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)