Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Presidente acusado de corrupção

A Imprensa cipriota afirma que o presidente Nicos Anastasiadis ajudou a família a escapar com milhões de euros para o estrangeiro.  
1 de Abril de 2013 às 14:58

Segundo notícias surgidas nos últimos dias, o chefe de Estado terá avisado um empresário ligado à sua família sobre o iminente congelamento das contas bancárias particulares. Essa informação permitiu-lhe transferir pelo menos 21 milhões de euros do Laiki Bank para duas entidades com sede em Londres. A operação foi realizada três dias antes do polémico acordo com o Eurogrupo.

Recorde-se que as condições desse acordo prevêm a imposição de uma taxa de até 40% aos depósitos superiores a 100 mil euros. Nos últimos dias especula-se até que a taxa pode chegar aos 80% no Laiki Bank, o que significaria para a empresa da família de Anastasiadis uma perda de cerca de 17 milhões de euros. 

 

Chipre corrupção
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)