Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Presidente bielorrusso exige à UE que pague voos de repatriamento de migrantes retidos

Há mais de duas mil pessoas presas há mais de três semanas na fronteira com a Polónia.
Lusa 25 de Novembro de 2021 às 20:47
Presidente da Bielorrússia, Lukashenko
Presidente da Bielorrússia, Lukashenko FOTO: Reuters
O Presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, exigiu esta quinta-feira que a União Europeia (UE) pague os voos de repatriamento de quase 2.000 migrantes ilegais retidos há mais de três semanas na fronteira com a Polónia.

"Se quiserem voltar, façam o favor. Vamos reuni-los no aeroporto. Não mandaram ainda hoje um avião?", disse Lukashenko, referindo-se a um voo de repatriamento para o Iraque que estava marcado para hoje, mas que foi cancelado, por razões que o Presidente bielorrusso atribui a dificuldades financeiras.

"Quanto custa esse voo? E não há quem o pague?! Que o pague a União Europeia", sublinhou Lukashenko, durante uma reunião no Palácio da Independência.

Ver comentários