Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Presidente do Chile decreta estado de emergência na capital após violentos protestos

Manifestações na capital chilena são contra o aumento do preço do bilhete de metro.
Lusa 19 de Outubro de 2019 às 05:25
Sebastián Piñera
Sebastián Piñera
Sebastián Piñera
Sebastián Piñera
Sebastián Piñera
Sebastián Piñera
Sebastián Piñera
Sebastián Piñera
Sebastián Piñera

O Presidente do Chile, Sebastián Piñera, decretou nas primeiras horas de sábado o estado de emergência em Santiago, após os violentos protestos desencadeados na capital contra o aumento do preço do bilhete de metro.

"Diante dos ataques sérios e repetidos e contra as estações e instalações do metro de Santiago, contra a ordem pública e a segurança pública ... declarei estado de emergência nas províncias de Santiago e Chacabuco, e nos municípios de Puente Alto e San Bernardo, na região metropolitana ", afirmou o Presidente chileno.

Piñera apareceu diante da imprensa no Palácio de La Moneda, sede do Executivo, e explicou que o objetivo desta medida é voltar a recuperar a normalidade que foi seriamente afetada nesta sexta-feira nas ruas da capital chilena por protestos, motins, barricadas, incêndios e saques.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)