Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Presidente iraquiano não recua na data

O presidente iraquiano Ghazi al-Yawar assegurou ontem que as eleições iraquianas decorrerão na data prevista, 30 de Janeiro, apesar do aumento da violência, que só nos últimos três dias fez mais de 70 mortos.
7 de Dezembro de 2004 às 00:00
Al-Yawar, que foi recebido pelo presidente dos EUA, George W. Bush, na Casa Branca, garantiu que os iraquianos querem votar a 30 de Janeiro e que não haverá qualquer recuo.
“Enfrentamos um exército das trevas, cujo único objectivo é prejudicar o processo político e incitar à guerra civil no Iraque. Mas quero garantir perante todo o mundo que isso nunca acontecerá, que o povo do Iraque pretende seguir em frente”, frisou o presidente iraquiano, cuja determinação foi secundada por Bush.
“Se deixarmos que estes assassinos travem as eleições estaremos a enviar um sinal errado ao mundo”, afirmou o presidente dos EUA.
Al-Yawar, que está em visita oficial aos EUA, defendeu ainda a retirada de todas as tropas estrangeiras estacionadas no Iraque até ao final de 2006.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)